Retiro Reportagem – Descobrimos Uma Nova Conscienca Juntos!

Tivemos o retiro a Casa de Ervas Silvestres entre Coimbra e Figuiera da Foz. Gostaria de agradecer a Jutta e Nick para as boas-vindas grandes e para a criação de um espaço tão bonito para nós experimentarmos juntos. Além disso, a comida vegetariana era delicioso!

We had the retreat at Casa de Ervas Silvestres between Coimbra and Figuiera da Foz. I want to thank Jutta and her son Robinson for creating such a beautiful space for us to experience together, and also Jutta for organizing the accommodation and providing the very delicious vegetarian food. Thanks also to Nick for all his help with food preparation and clean up.

                                             

                                             

O retiro foi uma experiência muito gratificante cheio de alegria, comunhão, o silêncio e o inquérito animado em grandes questões da vida. Meditamos juntos quatro vezes por dia e todos empenhados em manter o foco, não falar de coisas superficiais … este foi um desafio para alguns!

The retreat was a very positive experience full of joy, communion, silence and lively inquiry into the big questions of life. We meditated together four times a day and everybody committed to keeping the focus by not speaking about superficial things…this was a challenge for some!
                                             

                                                                   Meditaçao na horta

Através da meditação nós experimentamos o que significa que tudo seja como ela é. Ao deixar de ir fascínio com o pensamento e sentimento que experimentou uma profunda paz e amplo espaço. Através desta experiência que nós reconhecemos que estamos, no nível mais profundo, não é um indivíduo separado, mas a própria consciência em que tudo surge.

By meditating we experienced what it means to let everything be as it is. When we let go of the fascination with memory, thought and feeling, we experience a profound peace and vast space. Through this experience we recognized that, at the deepest level, there is no separate individual, but only the experience of Consciousness itself in which everything arises…

                                             

Os períodos de ensino foi muito animado e eu gostei muito da maneira que todos envolvidos com os temas. Por exemplo; porque o nosso momento na história é tão significativo e o que isso exige daqueles de nós que o reconhecem, como a perspectiva evolucionária resolve a necessidade que sentimos para uma liberdade espiritual e o desejo para melhorar o mundo, os compromissos que podem transformar qualquer relação íntima numa mútua sociedade transformadora…

Do ponto de vista da unidade e da confiança que encheu a sala, que ilustrou o que o ego é e como funciona. Também explorou como é uma estrutura condicionado na consciência que tem servido a um propósito na nossa evolução, mas agora está obsoleto, se quisermos continuar a evoluir para uma expressão maior e mais profunda da humanidade. Seja por orgulho, auto-imagem, o cinismo, a superioridade ou inferioridade, vimos como o ego não era o que somos, mas é um mecanismo que nos identificamos com o manter-se seguro e separado. 

The teaching periods were very lively and I really enjoyed the way in which everyone engaged with the themes, for example; why our moment in history is so significant and what it means for those who recognise it, how the evolutionary perspective brings together our longing for spiritual freedom and our desire to create a better world, how our individuality can become animated by the universal source of our being, how to transform our relationships etc…

From the perspective of the unity and trust that filled the room, I illustrated what the ego is and how it functions. We also explored how it is a conditioned structure in consciousness that has served a purpose in our evolution but is now obsolete if we want to continue to evolve into a higher and deeper expression of humanity. Whether it expresses itself through pride, self-image, cynicism, superiority or inferiority etc, we saw how the ego is not who we really are but is a mechanism that we identify with to maintain our security and separation..
                                                                

Às vezes eu usei uma almofada para ilustrar a natureza do ego separado … tenho uma e você tem um, mas eles são realmente muito diferentes? É só quando nos identificamos com o ego, que parece tão real e tão singular. Quando começamos a reconhecer que não é um problema “pessoal”, podemos começar a ver a nossa experiência pessoal, muito mais objectiva e libertar-nos de identitication compulsivo com os padrões habituais. 

Sometimes I used a cushion to illustrate the nature of the separate ego…I have one and you have one, but are they really all that different? It is only when we identify with the ego that it appears so real and unique. When we start to recognize that it is not a “personal problem”, we can start to see our personal experience much more objectively and free ourselves from compulsive identitication with habitual patterns.
 

Portanto, uma vez ficou claro que o que somos é muito mais do que o ego, que perguntou o que isso significa ser livre de seres humanos em um contexto evolutivo. Nós assistimos o filme “Humanity Ascending”, de Barbara Marx Hubbard, que deu uma visão grande de onde viemos e para o potencial futuro da humanidade. Isso estimulou uma conversa animada e paixão por aquilo que é possível … 

Once it was clear that who we are is much more that the ego, we looked into the sigificance of being free human beings in an evolutionary context. We watched the film “Humanity Ascending” by Barbara Marx Hubbard, which gave a vast vision of where we had come from and for the future potential of humanity. This stimulated some lively conversation and passion about what is possible…

                                                      
 

Nós todos reconhecemos que temos um grande potencial para viver uma vida livre, que não beneficia apenas nós e as pessoas próximas a nós, mas que aponta para o caminho evolutivo que a humanidade tem que fazer, se queremos encontrar uma forma criativa através do ponto de crise nossos tempos. A chave fundamental e base para esse caminho de transformação é a Claridade da Intençao. 

We all recognized that we have a great potential to live a FREE human life, that not only benefits ourselves and those close to us, but points to the evolutionary path that humanity has to take if we are going to transform and find a creative ways to meet the crisis of our times. The fundamental key and foundation for this path of transformation is Clarity of Intention…
                                                    

                                                                  Claridade da Intençao 

Então eu quero agradecer a todos que vieram na viagem juntos … Candida, Jutta, Helena, Manuela, Michel, Ana,Nick, Laura, Adam, Isabel, Cristina, Hugo (especialmente para a excelente tradução!). Gostei principalmente passar tempo com as pessoas Português que estão interessadas  no meu assunto favorito! Espero que seja a primeira de muitas viagens mais consciência no futuro. 

Estou ansioso para o meu primeiro seminário em Lisboa sobre o 10 de julho.. 

So I want to thank everyone who came to the retreat to take the journey together… Candida, Jutta, Helena, Manuela, Michel, Ana,Nick, Laura, Adam, Isabel, Cristina, Hugo (especially for his excellent translation!). I especially enjoyed spending time with Portuguese who are interested in my favourite subject! I hope is was the first of many more journeys to come. 

I am looking forward to my first seminar in Lisbon on July 10th

Onward and upward

Pete

                                                     
 
 
 

“Para uma mãe de família, que trabalha a tempo inteiro e cultiva legumes biológicos nos tempos livres, disponibilizar todo um fim-de-semana não é uma decisão fácil. Decidi ir porque conheço o Pete e a Jutta, sei que são pessoas honestas, motivadas por uma convicção profunda e que se esforçam por causas. 

O retiro começou com uma óptima refeição, num espaço bonito e inspirador, ao que se seguiu uma meditação, fundamentalmente o que vimos procurar. Não é fácil disciplinar o corpo, disciplinar as emoções e a mente mas tivemos oportunidade de treinar bastante ao longo do fim-de-semana. Foi-se alternando entre ensino e meditação, alimentando mente o espírito e o corpo, esse, reconfortado com boa alimentação vegetariana. 

O verdadeiro impacto senti-o ao regressar ao quotidiano, ao ensaiar as pequenas-grandes mudanças que necessariamente têm de ser feitas para progredir na verdadeira via. Fica um balanço muito positivo do investimento do tempo, sempre escasso enquanto se têm compromissos. E a consciência de que agora é que vai começar…ou recomeçar.” 

Candida

Esta entrada foi publicada em Sem categorias. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s